sábado, 4 de abril de 2009

Discoteca Glassy

A "Discoteca Glassy", situava-se no "Shopping Center Brasilia" que fica junto à Rotunda da Boavista. O Shopping, abriu ao publico em Outubro de 1976, na altura foi o primeiro centro comercial da cidade do Porto e era do mais moderno que havia. O "Glassy", ficava no 3º piso e foi a primeira discoteca que entrei, num Sábado de Novembro de 1980, tendo a entrada custado 100 paus (escudos).
Apesar de já ter ido a algumas "Festas de Garagem" que na altura eram organizadas por amigos da escola e outros, nunca tinha entrado por assim dizer numa verdadeira discoteca. O "Glassy" era espectacular, lá passei muitas boas horas de sã convivência e camaradagem com amigos e amigas.
O "Glassy" era uma discoteca acolhedora, a pista tinha umas luzes embutidas no chão que lhe coferiam um estilo próprio. À volta da mesma existiam sofás e mesas, e num andar ligeiramente elevado (espécie de primeiro balcão de onde se via o pessoal lá em baixo a dançar) mais sofás cómodos e de iluminação discreta, onde os casalinhos de ocasião se entretinham a namorar. Numa das partes da discoteca existia um bar com decoração sóbria e de bom gosto e que ficava ligeiramente elevado em relação á pista de dança. O jogo de luzes era espectacular, assim como a musica que o "Disc Jockey" passava.
Na hora dos "Slows" a maioria das luzes da discoteca apagavam-se, ficando só as "luzes roxas" acesas. Esta musica dos "Pink Floyd" costumava tocar nessa altura, https://youtu.be/_FrOQC-zEog
A pista enchia-se de pares de rapazes com raparigas "agarradinhos" dançado lentamente ao som da mesma.
Grandes noites dos maravilhosos anos 80...



3 comentários:

Su M. disse...

E o griffon's??? Também era espectacular...
Bjs Su

Jose Soares (cobrabtt) disse...

Pois é. Foi das primeiras discotecas na Invicta. Também a frequentei, e era tal e qual como a descreves-te. Também havia e era pertença do mjesmo dono a GLAY no Centro Comercial Londres na Senhora da Hora. Acho que também conheces-te o BATÔ em Leça (aquela que parecia uma caravela, isto visto por dentro). O Romanos em Valongo, e muitas outras. Mas aquela que mais me marcou foi a D. HURRACA, pois foi lá que também trabalhei (eu, o zé eduardo, o pica, e mais malta de Ramalde). Bons tempos esses dos anos loucos de 1980. DE qualquer maneira foram grandes tempos, bem passados e com boas companhias. Só tenho pena de não ter fotos de todos os que me acompanharam nessas garndes andanças.
Teu irmão Zé Manel

Jorge Pereira disse...

Maravilhoso Amigo. É isso mesmo discoteca linda, com musica a condizer (ouvi lá pela primeira vez o "Living by numbers" dos New Music.Tudo o atrás referido é a pura verdade. Grandes memórias.
Jorge Pereira