quarta-feira, 8 de abril de 2009

BTT - Recordações - Road Book

Alguêm disse "recordar é viver"... Eh pá esta cena é piegas.
Na altura em que somos privados de praticar o desporto que gostamos, é que vemos que podiamos ter aproveitado mais, que deviamos ter gozado a 100%. Aquele passeio que não fomos por esta ou aquela razão, deviamos era ter ido. E dá-mos com nós proprios a olhar fotos antigas, a recordar momentos vívidos.
Iniciei-me nas andanças do BTT em finais de 2001, na altura por volta de Setembro, comprei a minha Bike e participei logo num passeio organizado pelo "Clube BTT de Matosinhos". O passeio realizou-se junto ao rio Leça e tinha como objectivo sensibilizar as autoridades a fazer algo para limpar as suas margens e despolui-lo. A vertende ambiental deve estar sempre presente em todo o praticante de BTT, foi esse um dos factores que me cativou para a modalidade.
Depois desse passeio o bichinho entranhou-se, o gosto pela modalidade cresceu e foi sempre a participar. Nessa altura o numero de praticantes era bem menor do que é hoje na actualidade. O primeiro passeio que fizemos em Esposende tinha de participantes cerca de 200 btttistas, sendo entregue a cada um de nós um "Road-Book" para utilizarmos decifrando o trajecto a percorrer (45km no meio do monte). Eram passeios onde os praticantes mais pareciam "alienígenas" saidos de outro planeta, tal era o espanto das gentes por onde a malta passava. A realidade actual é bem diferente a modalidade expandiu-se e melhorou em certos aspectos, principalmente na logistica, perdendo um pouco em termos de camaradagem e entre-ajuda, mas tudo bem o importante é a malta divertir-se e praticar desporto. Ultimamente participava menos do que desejava, pois sempre que acabava um passeio no monte com malta amiga, no dia seguinte sentia-me com dores ao fundo das costas.
Julgo que devia ter dado ouvidos a quem me aconselhava a trocar para uma Bike de "suspensão total", mas fui deixando andar e agora o mal já está feito, ou talvez não...
Bem adiante, agora não vale a pena "chorar sobre o leite derramado".
Deixo aqui uma pequena lembrança para os Amigos João (Forjães);Almiro(Porto);Teixeira(Gaia)(infelizmente já falecido), o meu muito obrigado por todos os bons momentos vívidos.
BOAS PEDALADAS PARA TODOS...




Almiro;João;Teixeira e eu...

Voando sobre a água...

Lama, chuva e camaradagem...

a ponte é uma passagem...

Hora do lanche...

3 comentários:

amor de uma mae disse...

FORÇA
VAIS VER QUE VAIS ENCONTRAR NOVAS COISAS
NADA ACONTECE POR MERO ACASO
É PRECISO É ESTAR ABERTO A NOVAS JANELAS QUE SE VÃO ABRINDO.
FICA BEM

Jose Soares (cobrabtt) disse...

Obrigado pelas palavras de incentivo que deixas-te no meu blogge. Como sabes já caminho para os 60 e enquanto tiver forças, saude, não irei deixar o BTT. É algo que só tenho pena não existir na nossa juventude. Não deves de desistir da andar de BIKE, compra uma de suspensão total, seja ela qual for. Quanto ao passeio que dizes é o ROTA DOS ESTEIROS - Estarreja e a minha equipa vai tenter estar presente, já que é uma prova que o ano passado fizemos e foi porreira. Só é a rolar, não tem monte nem grandes desniveis, é essencialmente em estradoes junto à zona lagunar do rio Vouga e Ria de Aveiro. Quando a minha MALTA fizer um passeio só utilizando alcatrão ou estradões e que não haja muitos desniveis, eu aviso-te. Se fores a Esposende para umas fotos avisa, para que nos possas encontrar para poderes tirar uma foto com a malta. Até lá vai ao especialista e só espero que as noticias sejam as melhores (que possas continuar a praticar este belo desporto)
Teu Irmão
Zé manel

Henrique Mário Soares disse...

Obrigado por todo o apoio e tudo se há-de resolver pelo melhor
Fiquem bem e BOM FIM-DE-SEMANA...XXL