quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Vinil - The Police

Do baú das recordações saiu, mais esta "maravilha" em vinil, que pertence ao meu irmão Zé Manuel, e que guardei após a arrumação de todas as coisas que estavam na casa onde nossos pais viveram.
Fiz a minha parte, guardei o que valia a pena guardar. Foi dificil essa tarefa de arrumar toda uma variedade de objectos que carregam uma carga simbólica muito forte.
Foram 3 meses de trabalhos ao fim-de-semana, onde em cada coisa que tirava para encaixotar, vinham logo as lembranças das vivências em familia e as lágrimas escorriam pelo rosto abaixo.
Agora que os discos de vinil estão de novo na moda, está na hora de devolver o seu a seu dono.
Tenho de marcar um encontro com o meu mano para lhe entregar os discos que são dele.
É que ouvir um disco de vinil é diferente, estuda-se a capa, põe-se o disco no prato, coloca-se a agulha, escuta-se a musica com o característico som de fundo da agulha a deslizar no viníl.
É todo este ritual que nos enche de saudades e nos transporta para a época em que as coisas eram feitas ao sabor do tempo.
E sempre se fazia alguma ginástica, pois quando acabava o Lado A, tinhamos que nos levantar para pôr a tocar o Lado B.
Será que ele tem gira-discos?
"Voices inside of My Head"
Topas...

4 comentários:

amor de uma mae disse...

A minha ultima compra em vinil
foi este natal em Barcelos numa feira de velharias
PETER GABRIEL
THE DOORS
SIMPLE MINDS
E FUGI DE LÁ
SE NÃO GASTAVA O DINHEIRINHO TODO
MAS EU NÃO CONSIGO RESISTIR
BOM FIM DE SEMANA

Jose Soares (cobrabtt) disse...

Como sempre passo a vida a espreitar o teu blog. Espanto meu vejo que muitas das coisas que publicitas (e fazes bem) afirmas que são do teu irmao Ze Manel. Enganas-te meu irmão não são minhas, são da familia, são de quem as aprecia e quem tem gosto nelas. Eu sabia que eras tu quem tinha essas reliquias e nunca me passou pela cabeça algum dia ir busca-las. Para ti que sei que as aprecias eu as ofereço, por que sei que se um dia eu precisar dessas reliquias para consultar ou até ouvir para recordar velhos tempos tu mas faras chegar. Irmão fica com os discos de vinil e com outras coisas que estiveram na casa dos nossos Pais pois elas não sao minhas, são de nós todos.
Teu irmão Zé Manel

Henrique Mário Soares disse...

Éh pá que sorte.
Fantásticos albuns.
Pois sei o que é, também acontece comigo, é em discos e livros.
Mas por certo valeu o dinheirinho gasto.
bjks.
boa semana

Henrique Mário Soares disse...

Grande Mano.
Obrigado pela oferta, já sabes se um dia quiseres relembrar velhos é só dar um toque.
Tudo de bom para ti e toda a tua familia
Boas pedaladas.
Um forte abraço
teu irmão, Henrique Soares