quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Parque de Campismo Monte Branco - Porto Côvo ( ver estrelas e escutar o mar)

Descobri a "Costa Alentejana" nos anos 90 mais concretamente em 1993, mas é sempre com enorme prazer que volta a esta linda região do nosso Portugal.
Desta vez montámos tenda no "Parque de Campismo Monte Branco" bem junto à pacata aldeia de Porto Côvo e por aqui ficámos uma semana.
Porto Côvo apresenta já algumas alterações ao que era inicialmente quando visitei este lugar nos anos 90. No meu modesto entender julgo que a construção está a ser exagerada e corre-se o risco de tornar este lindíssimo lugar muito parecido com Vila Nova de Milfontes. Enfim, situações que deviam ser bem ponderadas pois a lógica economicista não pode sobrepor-se à lógica ambiental.
Podemos estar a ir por um caminho em que a pressão urbanística durante os meses de verão arruíne por completo todo um encanto de paz e sossego tão caracteristico desta região de praias semi-selvagens e de areias limpas.
O "Parque de Campismo Monte Branco" é um lugar aprazível e com boas instalações. Possui todas as condições necessárias para uma boa estadia em campismo, e tanto as zonas balneares como as áreas de lazer são de boa qualidade. De negativo as muitas "tendas/casa" espalhadas por uma grande zona do parque, e  os "graffitis" escritos nas portas dos chuveiros e casas de banho das zonas balneares (alguns palavrões...), sinónimos de uma falta de civismo cada vez mais latente nestas sociedades ditas modernas...para onde vamos ?
Esta situação deve ser revista pelos responsáveis do parque pois o aspecto que dá é negativo.
Apesar de ser um parque inserido numa zona de eucalipto no geral as sombras são boas. Não sou um entusiasta de parques de campismo com este tipo de árvores mas entre acampar ao sol e acampar num parque com árvores desta espécie, prefiro a segunda hipótese.
No geral trata-se de um bom parque de campismo, que tem a seu favor o facto de estar juntinho à lindíssima Aldeia de Porto Côvo e das magnificas praias desta Costa Alentejana que está inserida no Parque Natural do SW Alentejano e Costa Vicentina .
Partam à aventura...

   

1 comentário:

Jose Soares (cobrabtt) disse...

Pois é, construção, mais construção, mas para quê? Depois os "mamarrachos" ficam por habitar, a apodrecer, mas que arruinaram a paisagem na busca do lucro fácil, disso não há duvida. Lembras-te de como era Lagos, na altura em que lá iamos com os nossos pais? Na praia D. Ana só havia o Hotel, na ponta da Piedade nada havia, a não ser o Parque de Campismo, mas agora... Para quê? Para uns "Borra Botas" lá ir passar férias uma vez por ano. "Borra Botas" esses que se os bancos não lhe emprestarem dinheiro, nem de casa saem ao fim de semana. Mas que estragaram e continuam a estragar a Costa Portuguesa disso ninguém pode dizer que é mentira. Por isso vai contando que se calhar para o ano, no local paradisiaco que este ano passas-te férias, lá estará uma grande construção, para depois os "Borra Botas" se pavonearem na Praia, detiorarem o hambiente, etc. É a M)(&" do País que temos.