terça-feira, 26 de abril de 2011

Em Abril

Em Abril
cresceram para nós
... os dias
e na companhia
dos nossos Pais
vivemos tantas alegrias.
em Abril
saímos juntos
... para a rua
levados pela mão
no meio da multidão
embalados pela ternura.
em Abril
as noites foram nossas
e tamanha união
fez-nos acreditar nas promessas
... de um Portugal melhor.
em Abril
colámos cartazes
pintamos murais
fomos audazes
na companhia de nossos Pais.
gritámos palavras
numa multidão de esperança
e todo o futuro do nosso país
morreu aos meus olhos
... ainda de criança.
em Abril
vi-te sorrir, meu irmão
de punho erguido no ar
embalado pela multidão.
e, revia-me na tua força
e, queria ser corajoso
como tu foste, meu irmão.
em Abril
acreditamos ser possível
um Portugal melhor
mas, tudo morreu à nascença
... nas manigânçias
do cacique, do doutor
orquestradas por traidores.
em Abril
tanto Amor descobrimos
fomos ingénuos
e, nos iludimos.
acreditamos em muitos
que se diziam Camaradas
infiltraram-se entre nós
para na sombra fazerem
... as suas jogadas.
em Abril
fomos vendo cravos murchar
aguentamos firmes
não somos de desarmar.
em Abril
acredito que um dia
este país pode mudar.
... em Abril ! 


P`ra José (Zé Manel)


" e trago o mês de Abril a voar dentro do peito"

25 de Abrl Sempre !  Fascismo Nunca Mais !

5 comentários:

Helena Peixoto disse...

Parabéns Henrique!
Um poema fantástico, com uma força enorme que revela um grande amor entre irmãos e um enorme amor à Liberdade!

Gastronomia & Vinhos Portugueses disse...

Gosto muito das letras do Zeca...

Henrique Mário Soares disse...

Obrigado Amiga Helena, este foi escrito de enfiada e no fundo tento homenagear meus pais e meus irmãos. Que lindos tempos vivemos na companhia deles e de tantos camaradas. Volta sempre. Abril Sempre!

Jose Soares (cobrabtt) disse...

Pois é. Muitos que se diziam antifascistas hoje, estão do outro lado. Não sei se é por mundanças do mundo ou por terem sido domesticados, ou por haver dinheiro facil neste Portugal "desgraçado" "arruinado" e governado "por quem se serve do País" para se safar, enriquecer, ter previlégios etc. Não foi para isto que Abril foi feito, não. O Abril dos militares foi realizado para que todos os Portugueses fossem iguais em tudo, Justiça, Trabalho, Riqueza, Liberdades. Mas como não podia deixar de ser apareceram uns "MOINAS" e deturparam tudo, começaram a "MINAR" e como o POVO não foi vigilante, deu nisto. Mas acredito que um dia que espero que não seja longinquo o POVO SE LEVANTE e resolva pôr este País nos "EIXOS". Mas também acredito que nesse dia alguns Rios, Riachos, Ribeiras e até as ruas e ruelas das cidades irão estar muito tingidas de vermelho, pois um Povo atura tudo, mas quando as coisas começam a descambar só para o lado do Povo,"ALTO E PARA O BAILE". Nesse dia alguns dos que foram Democratas, antifascistas vão tornar a regressar para "MINAR" novamente e terá de sr aí que nós teremos de estar VIGILANTES, para que não torne a acontecer o que aconteceu na Revoluçao de Abril. inceramente acho que a Revoluçao falhou por não terem sido eliminados alguns "seres" que pululavam por este Portugal. Parafrazeando alguém que tu bem conheces-te te digo: "A REVOLUÇAO FALHOU POR NÂO SE TEREM ELIMINADO OS FILHOS DOS QUE FORAM DERRUBADOS. Pois são eles que tomaram o Poder de mansinho.

Henrique Mário Soares disse...

Estou na LUTA, não consigo estar de outra maneira, por tudo o que vivemos na companhia de nossos pais e por tudo o que sonhámos e idealizámos para Portugal. De há uns tempos a esta parte que faço a reconstituição dos locais que me marcaram ainda miudo e revisito-os, talvez na tentativa de recuperar algum tempo perdido, mas também de avivar memórias e "beber" forças, encontro gente que conhecemos e que o tempo envelheceu, mas que não perderam a FORÇA de lutar. Que acontecerá quando morrerem? quem ficará para ERGUER A BANDEIRA? Enquanto existir exploração do homem pelo homem seguirei LUTANDO até ao fim dos meus dias.
"Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais deterão a Primavera" - Che