sexta-feira, 15 de abril de 2011

Desempregados

Puseram-te na rua
com uma indiminização
agora, vives à procura
de nova ocupação.
não arranjas trabalho
nem quem te queira trabalho dar
és uma carta fora do baralho
mas, só desejas trabalhar.
chamam-te vagabundo
malandro, gosma, mandrião
estás perto de bater no fundo
de viver, estendendo a mão.
e, recordas com saudade
o tempo em que estavas ocupado
vivias com dignidade
eras um homem respeitado.
agora, os dias passam
o trabalho, demora a aparecer
por muito que digam e façam
tu continuas sem trabalho ter.
de promessas estás cheio
está complicada a tua situação
uns, com o prato cheio
outros, sem dinheiro para pão.
e, desculpam-se com a crise 
com a retracção mundial
mas tu, pões-te a pensar
e vês, que o problema é nacional.
a Agricultura não existe!
a Industria também não!
as Pescas foram ao fundo!
onde vais encontrar ocupação ?
puseram-te na rua
está complicada a tua situação
nesta terra que é tua
desempregados
são mais de meio milhão.

Obs: dedicado a todos os homens e mulheres que neste país sofrem do flagelo do desemprego, consequência de mais de 25 anos de politicas erradas levadas a cabo pelos sucessivos governos de alternância PS/PSD+CDS, que a troco de chorudos subsídios vindos da UE (União Europeia), foram cirurgicamente destruindo o nosso aparelho produtivo nacional.

2 comentários:

ribas disse...

Temos de deixar de ser "PASSIVOS" e lutar para que isto tenha um novo rumo...

Henrique Mário Soares disse...

Sem duvida Amigo.
mas o povo amoleceu e perdeu a unidade que é um dos pilares de qualquer transformação social. Nós, não desistimos!