sábado, 8 de maio de 2010

Transparente


Se eu tivesse que me pintar
Para de uma amizade desfrutar
Escolhia a cor que tenho
Pois foi assim que aprendi a amar.
Não queria ser dourado
Nem nenhuma cor florescente
Escolhia um tom sofisticado
Escolhia a cor transparente.
Transparente não é cor
Pensarás tu com admiração
Deves consultar um médico
Pois estás com problemas de visão.
Ser transparente era o ideal
Imagina só a sensação
Independência, liberdade total
A vida era uma louca diversão.
Perante tais argumentos
Porquê então ser dourado
Se até à data vivi bons momentos
Com a cor que pela natureza me foi dado.
Quanto a ti minha amiga
De que cor te podes pintar
Deixa que este teu amigo te diga
Nenhuma cor faz o feitio mudar.
As pessoas não se avaliam
Pela cor ou bens que possam ter
A beleza das pessoas é interior
Só olhos experientes conseguem ver.
Podes continuar à procura
Do teu príncipe dourado
Viverás na amargura
Eu ! Transparente animado.

2 comentários:

clau disse...

mais uma vez tens minha admiração!!!

Henrique Mário Soares disse...

muito obrigado Amiga.
tudo de bom para ti também.
boa semana
bjks