quinta-feira, 7 de agosto de 2008

P.N.P. Gêres - Rio Homem

Chegamos suados e exaustos após mais uma caminhada, escutamos o barulho das águas e descemos o carreiro para chegar junto ao rio. Pousamos as mochilas que nesta altura nos parecem mais pesadas do que nunca, e tirámos a roupa que trazemos colada ao corpo.

A água corre livre e límpida diante dos nossos olhos, um sensação de frescura apodera-se de todos nós, e num impulso quase irracional mergulhámos alegremente nas águas do rio.

Sente-se um revigorar do corpo e da mente e todas as canseiras á pouco tempo passadas são esquecidas, agora gozámos a frescura, o silêncio, a pureza...

O tempo pode demorar uma eternidade a passar... uma imensa eternidade... pois estamos no melhor que a Natureza pode nos oferecer e, sentimo-nos muito bem...







2 comentários:

Lucinda Leite disse...

Ola cunhado ,adoro o teu blog. estou ansiosa para voltarmos ao geres, beijo

Jose Soares (cobrabtt) disse...

Estas fotos tiradas no rio são junto à antiga casa abrigo do Académico? É a Piscina que nós utilizavamos quando passavamos férias no Geres?